Latim e Direito Constitucional

Depois de 1500 apareceram outros trabalhos importantes na literatura italiana. Uma delas foi O Cortesão (Il Cortegiano), publicado em 1516, pelo diplomata Baldassare ou Baldessar Castiglione.

Essa obra descrevia a corte italiana da Renascença, com o objetivo de expor todas as qualidades necessárias para se tornar um “cavalheiro”. Popularizou o ideal típico do homem da Renascença (Uomo del Rinascimento), aquele que domina vários campos de atividades e que é, ao mesmo tempo, corajoso, espirituoso e “cortês”, isto é,  civilizado e douto.

Francesco Guicciardini (1483-1540) serviu muitos anos como embaixador de Florença e como governador dos territórios papais. Historiador, tinha a capacidade de análise minuciosa e realista, assim como a extrema aptidão para desenvendar as motivações da ação humana. Sua História da Itália(Storia d'Italia) é um relato pormenorizado e desapaixonado dos seus triunfos entre 1492 e 1534.

Excelentes poetas destacaram-se no campo do épico em vernáculo. Ludovico Ariosto (1474-1533) foi o mais eminente de todos os autores de epopeias. Seu poema Orlando furioso incorporava muita coisa derivada de fomtes clássicas, não apresentava o impessoalismo do romance medieval e era despido de idealismo.

Ariosto escrevia para fazer seus leitores rirem e para encantá-los com descrições aprazíveis do plácido esplendor da natureza e da beleza passional do amor. Sua obra representa a desilusão da Renascença tardia, a perda da esperança, da fé e a tendência de procurar consolo na busca de prazer estético. Os frutos mais duradouros da Renascença italiana realizaram-se no campo das artes plásticas em que avultava a pintura.

No século 15 a arte plástica da península alcançou a maioridade. Nessa época descobriram-se as leis da perspectiva linear, que proprocionvm a mais plena impressão de trimensionalidade.

Além disso, os artistas exprimentaram os efeitos de luz e sombra (chiaroescuro). Estudaram a anatomia e as propriedades do corpo humano. Igualmente o aumento da riqueza privada e o triunfo parcial do espírito secular libertaram o campo da arte até certo ponto da obrigação de servir à religião.

Cada vez mais foram representados temas não religiosos, com o objetivo de revelar os mistérios ocultos da alma. Ademais, as pinturas visavam deleitar a vista com cores vibrantes e beleza de formas.

A introdução das tintas a óleo teve muito que ver com o progresso artístico do período. O pintor podia trabalhar com mais vagar, dedicando mais tempo às partes difíceis do trabalho e fazendo correções, se necessário.

Massaccio (1401-1428) procurava “imitar a natureza”. Ao usar esse efeito, ele empregou a perspectiva com uma força que pode ser mais bem percebida em seu afresco Trindade (Trinità). No Expulsão de Adão e Eva do Éden (La Cacciata dei progenitori dall'Eden), ele registra a vergonha e a culpa sentidos pelos protagonistas do relato bíblico.

Sandro Botticelli ou Alessandro di Mariano di Vanni Filipepi (1444-1510) pintou tanto temas religiosos como clássicos. Prima pela representação bela e precisa de minúcias da natureza. Foi mestre, por exemplo, na pintura de nus femininos. 

Mas a sua principal contribuição deriva-se da fundamentação filosófica de grande parte de seu trabalho. Em Florença, atraiu a atençaão dos Médicis, para os quais pintou muitos retrratos e ali veio a ligar-se de perto aos neoplatônicos.

Primavera (La Primavera) e Nascimento de Vênus (La Nascita di Venere)são suas pinturas que ilustram conceitos neoplatônicos relativos à deusa clássica do amor – Vênus ou Afrodite. Natividade mística (Natività misticaou Adorazione dei Magi) è uma pintura religiosa de profundoa emoção, no qual ele visualiza o apocalipse.

Rio de Janeiro, 26 de julho de 2009.

____________
N. do A. – Foram utilizadas aqui algumas ideias de Giovanni Reale e Dario Antiseri (Il pensiero occidentale dalle origini ad oggi. 8. ed. Brescia: La Scuola, 1986).

Direitos reservados: os textos podem ser reproduzidos, desde que citados o autor e a obra. ( Código Penal, art. 184 ; Lei 9610/98, art. 5º, VII e Norma Técnica NBR 6023, da ABNT ).