Latim e Direito Constitucional

Prezado Máriton:
Fiquei muito feliz que tenha gostado de ler meu romance. Como voce lê rapido, incrivel! E que leitura atenta, propria de um pesquisador. Estou muito lisongeado. Vou repassar seus comentarios para a Editora Outras Letras. Suas observacoes serao levadas em consideracao em uma possivel futura edicao.

Ficarei muito grato se puder pulgar o livro entre seus contatos profissionais e literarios.
Cordialmente,
Tarciso.


Em 22/03/2011 14:49, Máriton Silva Lima < This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it. > escreveu:

Tarciso,

Saúde!

Estimei ler Tempo de Tarumã.

Impressionou-me a sua imaginação féritil, ao descrever com detalhes Biritiba, Batuíra, Tarumã, Monjolo e Babugem.

Isso sem falar nas frutas, nos bichos, no mato brabo e no sertão bruto.

Fiquei amigo  das personagens Belmiro, Tia Jovita, Jair, Júlia, Salina Rosa, Joana Rosa, Zelinho, Perpetinha, pina e tantas outras.

Romance de leitura fácil, que prende o leitor desde o primeiro capítulo, recheado de detalhes da vida da roça.

Gostei muito do seu estilo de descrever os vários lugares, principalmente o fato de usar terminologia apropriada, como na página 199: ""seguiu-se um silêncio tão denso que dava para cortar com um canivete cego".

A clareza e a elegãncia dos períodos são fruto da boa colocação das orações que o formam. Acredito que você tenha adquirido o espírito disciplinado e o traquejo literário na leitura dos bons autores.

Meus parabéns sinceros.

Apenas duas observações úteis talvez para a segunda edição do livro: 

a) página 170: "Ele acenou com a mão trêmula até...... o carro de boi que o transportaria até... Batuíra desaparecesse..."  Suponho que foi omitida a palavra "que", antes de o carro e de Baruíra;

b) página 181: "Organizou um petit comité de recepção". Pareceu-me totalmente fora de propósito colocar uma expressão em francês no meio de tanto vocabulário rural.

 Desejo-lhe sucesso. Já o convidei para ser meu amigo no facebook. São 6 milhões de usuários que ficarão felizes em poder ler a sua história.

Abraços.

Máriton

----------------------------

Máriton Silva Lima  |  Advogado
Rua Marechal Deodoro n° 557 sl 405
Duque de Caxias, RJ 25071-190
Rio de Janeiro - Brasil

Tel: +55 (21) 3322-3021
Fax +55 (21) 3435-3021
Cel: +55 (21) 9944-7061
Web:  www.maritonlima.adv.br

Direitos reservados: os textos podem ser reproduzidos, desde que citados o autor e a obra. ( Código Penal, art. 184 ; Lei 9610/98, art. 5º, VII e Norma Técnica NBR 6023, da ABNT ).